Diário de uma gordinha

Sempre gostei de escrever, apesar de não escrever bem, tenho a quem puxar, meu pai escreve poesias,textos,matérias,livros… Escrevi diários desde novinha, minha letra era horrível, toda desengonçada e grande, hoje em dia ela é bem diferente. Meu primeiro diário era da Hello Kitty, ganhei quando tinha uns 11 anos, não me lembro ao certo, ganhei de uma “tia” e escrevia sobre meus medos, minhas “paixões”, sobre os amigos e assim continuou… Meu segundo diário era do Keroppi (sapinho amigo da Hello Kitty) , o qual escrevi esse segundo relato.
Umas semanas atrás minha irmã achou guardado numa caixa e começou a ler e me scanneou alguns relatos, ainda existem outros e se possível passarei depois. Ela disse que ficou triste por não ter me “defendido” (na época) diante das crianças e adolescentes que não pensavam muito na hora de falar, que muitas vezes não tinham senso para o que deviam ou não falar.
Eu fui uma criança magra até os 6 anos, depois por uma brincadeira na chuva eu peguei pneumonia e os remédios começaram a me engordar, passei a ser uma criança “gordinha”.

Aos poucos fui engordando, e desde então me sentia mal com meu peso e corpo, mas o que uma criança sabe e pode fazer? Lembro do primeiro “amor”, com 10 anos, uma vez contaram para ele, que na época tinha 12 anos e o que ele disse?: “Aquela gorda?”, e eu estava perto na hora, eu fiquei arrasada pela rejeição.

Nos relatos do meu diário eu tinha cerca de 12/13 anos… A partir desta época eu passei tb a escrever na agenda, todos os anos comprava uma que me agradasse para poder enfeitar, pedir os amigos que escrevessem e esse ultimo relato foi na agenda de 1992/1993, acredito eu, na época tinha 13/14 anos.
Todo ano eu viajava com o grupo de amigos da igreja no carnaval, morria de vergonha de entrar na piscina, muitas vezes entrava com blusa, e ficava observando os meninos que so olhavam para as outras meninas, eu sempre fui “a amiga gordinha”, dizia comigo mesma: “Ano que vem sera diferente, vou estar magra e vão olhar para mim tb”, mas eu não sabia como sair desta, não tinha força o suficiente, não sabia pedir ajuda e nada mudou….

Diziam-me que qdo eu me apaixonasse de verdade isso mudaria… e foi verdade! No inicio de 1997, aos 18 anos, eu me apaixonei, pelo rapaz mais bonito e cobiçado do meu grupo de amigos, varias meninas eram apaixonadas por ele, e até parece que ele olharia para mim se eu continuasse gorda, foi dai que veio a motivação para emagrecer, porém da maneira errada, ao longo do ano fui emagrecendo e comecei a ser notada, inclusive pelo mesmo, que começou a notar meu emagrecimento, notou qdo eu fiz a sobrancelha pela primeira vez, qdo fiquei queimada qdo peguei sol…

Mas tive que mudar para SP (1998), deixando para trás a pessoa que eu achava que seria a ideal (apesar de nunca ter tido nada com ele) e todos os meus amigos, isso me deixou muito depressiva, vivia trancada dentro de casa, uma ou duas vezes cheguei a pensar em “suicídio” (devido outros problemas,talvez um dia eu conte), comecei a engordar de novo,e em 1999 cheguei aos 101 kgs, foi qdo decidi novamente emagrecer, novamente da forma errada,um tempo depois (ainda de “dieta”) conheci meu marido na internet, 2 meses depois comecei a namora-lo virtualmente e isso me impulsionou a continuar emagrecendo, foi nesta época que cheguei ao meu menor peso (da época): 76.800 kg.

Nesta época (2000) meu marido morava aqui na França e foi uma época difícil, sentia muita saudade e aos poucos fui engordando de novo, ficava triste e desesperada toda vez que subia na balança e o peso estava maior, mas eu não conseguia sair desta, minha tristeza era maior… chegava a começar, mas logo largava.
Em 2001 voltei para o Rio e meu marido para o Brasil, para Fortaleza, para terminar a faculdade.

O peso so aumentando, aumentando…juntamente com a tristeza de estar longe do amor da minha vida.
Em 2002 ele mudou para o Rio, foi ficar perto de mim e fazer o mestrado dele. Eu sempre querendo emagrecer, ele sempre me incentivando, porém jamais me cobrando nada, algumas vezes caminhamos juntos, mas minha força de vontade era zero, tinha outras tristezas e angustias (algumas me perseguem até hoje).

Em 2003 comecei a trabalhar, passei a ir e voltar caminhando (15 min pra ir e 15 pra voltar), diminui a quantidade e evitava o máximo que podia os doces, mas era difícil, eu trabalhava numa escola, viviam me oferecendo doces, sempre tinha festinhas, na páscoa ganhei caixas de bombom, mas consegui emagrecer 9 kg, na época tb fazia faculdade… Acabei deixando o trabalho, 2 meses depois a faculdade, então tudo voltou a ser como antes, comecei a engordar de novo. Entramos na academia, mas uns 2 meses depois meu marido saiu, não estava conseguindo conciliar com o mestrado, e eu acabei saindo tb.
Tudo começou no natal de 2003 na casa das minhas amigas, com nosso projeto “Garota Corpo dourado 2004″ (risos), na época estávamos esperando a resposta da bolsa de estudo para o doutorado aqui na França, então tínhamos fortes chances de casar naquele ano e eu não queria casar gorda, não casei magra, mas casei “gordinha”. Porém desta vez foi diferente, estava cansada desse engorda-emagrece-engorda, então procurei um método que poderia me ajudar e graças a Deus me ajudou!
Fora tudo isso ainda sofri MUITOOOO preconceito na época de escola, é um capitulo a parte, se não vira livro.

Depois de tudo (preconceitos,constrangimentos…) que passei vocês acham que eu vou deixar a comida me vencer? AHHHHHHHHH, NAO VOU MESMO!!! Nunca mais ela vai me dominar, agora ela so me ajuda a suprir minhas necessidades e não mais a tampar os buracos da minha vida.

Vou aproveitar o belo som que est fazendo hoje e vou sair, cansei de ficar presa dentro de casa, a vida esta ai para ser vivida!

Eu JAMAIS vou desistir de lutar pelo que eu quero e vocês?!?!

Respostas & Produtos Light

– Eu to meio tristinha pq mesmo fazendo tudo certinho aumentei 1 kg ainda mais agora que só falta 20 dias pro aniversário das crianças.
Será que anotar tudo que como ajuda? Morro de preguiça, me sinto vigiada, pressionada pelo caderno. Preciso tomar uma atitude. Será que é normal essa oscilação? Eu me peso todo dia mas já tem dias que eu estou oscilando pra cima.

Resposta: Acredito que anotar ajuda sim, ajuda a não exagerarmos na quantidade e tb a descobrir um possivel aumento de peso, que pode ser causado por varios motivos, como retenção de liquidos ou de repente vc começou a se exercitar e esta ganhando massa muscular, comendo de menos ou comendo demais… Se não for nenhum desses fatores que eu disse, vale à pena parar para ver o que esta acontecendo, no meu caso ja aconteceu todos esses fatores acima, e pelo que eu como eu posso notar o que pode ter acontecido (quase sempre).

– Gostaria muito de voltar a anotar o que como, ajuda muito, vc anota num caderno ou agenda?

Resposta: Eu anoto num bloquinho que eu tenho,nada bonito (rs), bem simples, ja estou no segundo, antigamente eu anotada no bloco de nota,mas prefiro no bloquinho pq nem sempre estou com o computador ligado.

– Ahh, vou tentar do jeito de comer dos italianos agora no proximo post. E os franceses, como comem no dia-a-dia?

Resposta: Não sou a melhor pessoa para falar sobre isso, pq não tenho muito contato com os franceses,mas… se vc vai ao supermercado na hora do almoço vc varias pessoas comprando seu almoço, e sempre é a mesma coisa: salada + uma pequena baguete (pão) + queijinho (vende miniaturas de queijos) + sobremesa (geralmente torta) + agua ou vinho. Na hora do almoço vejo varias pessoas comendo sanduiche (feito de baguete).

– E você como esta? essa foto de vermelho e recente? Esta com 70 kilos?

– Agora vc está com q peso? Na foto com a blusinha vermelha vc estava bem magra…é recente né?

Resposta: Respondendo as duas perguntas, sim, a foto que eu estava com blusa vermelha era recente, e eu estava com 67 kg!

– Gostaria de saber se o seu peso estacionou-se por um período longo. Não agora que vc esta quase na sua meta final. Quando vc por exemplo estava na casa dos 75.. 76…77

Resposta: Meu peso se estacionou uma época, mas pq eu não estava fazendo educação alimentar corretamente, por exemplo qdo cheguei na França, de agosto à dezembro de 2004 meu peso permaneceu o mesmo, mas eu não estava me alimentando corretamente e não estava fazendo nada para isso, fora isso não me recordo de nenhum momento que isso tenha acontecido.

– Sua manutenção está indo super bem né?

Resposta: Graças a Deus, estou ha 13 meses na manutenção e esta bem tranquilo, sem problemas, procurando introduzir novos alimentos à minha alimentação sempre que possivel.

– Você segue o VP, mas não frequenta as reuniões, e como você faz pra conseguir os livrinhos?

Resposta: Um anjo meu doou o material ha 3 anos atras, graças a essa pessoa (que por sinal nunca mais tive noticias, foi um rapaz que conheci num grupo) consegui seguir o VP.

– Ah eu tenho uma perguntinha e o baby? Vc não pensa em engravidar agora que está magrinha?

Resposta: (risos), ano que vem começarei a pensar nisso, provavelmente esse fato acontecera no proximo ano, afinal estou ficando velha (rs).

– Eu queria muito tomar o tal chá verde. Já o vi pronto em latinha , caixinha …o tal “matinho” eu nunca vi …Estes de latinha e caixinha será que fazem o mesmo efeito?

Resposta: vc ja experimentou adoçar um pouco o cha verde? Da uma lida abaixo num trecho que eu tirei de uma reportagem,ele fala sobre adoçar e tb qto a sua pergunta:

“O doutor Frederico A. N. Berardo não vê problemas em adoçar o chá, mas orienta o uso do mel ou ainda do açúcar mascavo por serem naturais e não prejudicarem a saúde como o açúcar refinado. É possível ainda misturar o chá com um chá de camomila, por exemplo, fazendo um chá misto. Ele pode ainda ser bebido gelado. Só não vale chá industrializado de saquinho, eles perdem os princípios ativos na manufatura”

– Li que o chá verde que você toma é o ‘matinho’ (rs). Eu tomava o sachê, já pronto que vinha em caixinha. Mas queria passar a fazer o chá da própria folha. Mas qual é o nome dela, hein?! Quero dizer, que erva eu compro? Porque na internet só achei o nome científico.

Resposta: Eu compro como cha verde mesmo, na latinha que vem as folhas esta escrito cha verde.

– Você conta os pontos da receita no total e divide depois?

Resposta: Algumas receitas ja vem com as informações nutricionais, e siceramente não estava contando nas que não tinha, MAS fiz isso no ultimo quiche integral que eu fiz,deu trabalho,mas pelo menos ja sei qtos pontos tem.

– Parabéns pra você, tá lindo de ver seus pratos. Quem sabe você não mona uma casa de lanches? Já pensou nisso??

Resposta: Ja pensou? Lanchonete da “Chef Lu Francesa” (risos)

– Minina, quanto vc tem de altura??

Resposta: 1,76m, sou um poquinho alta (rs).

– Vc teve uma longa caminhada…agora é so aproveitar nao? Vc quer perder mais peso ainda?

Resposta: Não necessariamente, gostaria de ficar perto da casa dos 66 kg, ja estara otimo, porém perto de qualquer periodo que eu for viajar pretendo eliminar (tentar pelo menos) cerca de 2 kg, pq assim se eu engordar na viagem, qdo voltar provavelmente vou estar na faixa de peso que eu quero, em viagem de turismo,não da pra ficar contando ponto, não da pra anotar e não da comer nas horas corretas, tb não quero me privar de experimentar comidas e doces diferentes, não vou enfiar o pé na jaca, mas infelizmente são comidas mais caloricas do que costumo comer normalmente, pode até ser que eu não engorde,mas vai saber? (risos)

OBS: Se não respondi sua pergunta, não se preocupe, responderei na proxima vez!

Cottage

Pão 6 Cereais

Bolinhos Limão e Chocolate Vigilantes do Peso

Adoçante em po sabor limão

Cha verde com menta

Arroz com soja e lentilha

Eu JAMAIS vou desistir de lutar pelo que eu quero e vocês?!?!

Beijocas

Desistir? Jamais!

[ Desistir? Jamais! ]

Essas fotos foram tiradas no primeiro semestre de 2003, na época eu havia eliminado alguns kilinhos, mas não muitos.
Meus braços estão enormes, meu rosto parece uma bola.
Olhando essas fotos eu penso mais uma vez: ” Desistir? JAMAIS! ”

Eu JAMAIS vou desistir de lutar pelo que eu quero e vocês?!?!

Beijocas

O que é jacar para você?

[ Sumiço ]

Tenho andado um pouco sumida do meu blog e dos blogs amigos, tenho tirado um tempo pra mim, pra refletir, ver filme, ver novela atrasada (ainda não acabei de ver Paginas da vida,acreditem se quiser!), fazer algumas pesquisas, tentando realizar alguns sonhos, porém não me esqueci de vocês, estou SUPER,HIPER,MEGA atrasada com as visitas e respostas, por isso os comentarios ainda não foram autorizados, viu? Algumas pessoas acham que o comentario não deu certo ou que eu não quis aceitar, mas não é nada disso, é somente pq assim sei a quem respondi/visitei ou não,viu?

[ Record ]

Ontem bati meu record na bicicleta, fiz: 1h50, 58 km e segundo a bicicleta – 1325 kcal, mas não sei se é realmente isso ou como é, de qualquer jeito eliminei bastante caloria!

[ Resumo da semana ]

– Alimentação: Muito boa
– Exercicio fisico : Excelente! Bicicleta ergométrica : 4 vezes (sendo 1 dia: 40 minutos, outro 50, outro 1h e outro 1h50)
– Agua : Não o suficiente, no final de semana, principalmente sabado é dificil.
– Cha verde: Perfeito! Pelo menos 2 vezes por dia
– Anotações no caderno: Todos os dias

Final de semana:

– Sabado: Tomei café da “manhã” (tarde), almocei (um pouco mais do que deveria) e como é dia de estar com os amigos, eu comi pizza, pedi a mais simples de todas.
– Domingo: Normal, dentro do meu limite.

[ Enquete ]

O que é jacar para você?

1: Comer além do limite qualquer tipo de comida : 65,18% (146 votos);
2: Comer além do limite comidas caloricas : 23,66% (53 votos);
3: Comer QUALQUER comida calorica, mesmo dentro do limite diario de calorias : 11,16% (25 votos);

Total: 224 votos

Na minha opinião é a opção “1”, comer além qualquer tipo de comida.
Jacar pra mim é = descontrole , comer além do necessario, comer demais, não é tb comer 1 pão a mais, eu não considero isso jacar.

“Muitas pessoas encaram, por conta própria, regimes malucos e muito restritivos no dia seguinte. Isso, todavia, segundo os especialistas, não é indicado. “Quando alguém segue uma dieta com redução severa de calorias, cerca de 600, por exemplo, ou quando algum grupo alimentar é retirado (carboidrato ou gordura), a chance do abuso voltar com mais força é muito maior do que em um cardápio balanceado, onde todos os alimentos são permitidos – considerando, claro, que a quantidade de cada tipo deve ser diferente. Dessa maneira, o paciente não fica com vontade de comer nada”, garante. “Para algumas pessoas, reduzir a quantidade já funciona. Porém, se o estouro foi imenso, é fundamental incluir uma atividade física, para ajudar na compensação”, orienta a nutricionista Ana Paola Monegaglia, da Clínica Alfredo Halpern e da Nutribalance Consultoria Nutricional, SP” (reportagem postada dia 6 de março)

[ Aprendendo ]

Aos poucos tenho aprendido a me comportar como uma pessoa “normal”, digo me controlando diante da comida. Qdo como pizza, como igualmente como minhas amigas (que sempre foram magras), até o chocolate tenho conseguido me controlar, abri uma barra que ganhei de uma amiga em dezembro, e teve dia que eu comi 2 quadradinhos, outros comi 1 e tb dei pro meu marido, ela se foi em uma semana, o que antes ia em minutos, pq a minha unica compulsão era (é) por doces, poucas vezes eu consegui abrir uma barra e não comê-la de vez, mas tento tentado vencer e graças a Deus consegui nessa semana que passou, porém tenho consciência que é um processo, não é de uma hora pra outra que me tornarei livre desse problema.

Beijocas e semana de vitorias!

Receitinhas ;)

Torta de Arroz Light

Massa:

– quanto baste de sal
– 4 colher(es) (sopa) de farinha de trigo (eu usei trigo integral)
– 1 xícara(s) (chá) de arroz cozido(s) ( usei arroz integral)
– 1/2 xícara(s) (chá) de leite desnatado
– 2 unidade(s) de ovo

Recheio:

– 1 xícara(s) (chá) de brócolis cozido(s)
– 100 gr de cream cheese light (usei ricotta)
– 100 gr de queijo-de-minas em cubos pequenos (usei outro tipo de queijo em cubinhos)
– 1/2 xícara(s) (chá) de champignon fresco fatiado(s)
– 2 unidade(s) de tomate fatiado(s)
– quanto baste de orégano
– 2 colher(es) (chá) de azeite

Obs: Acrescentei frango desfiado (2 peitos)

Ingredientes

Massa:

Bata no liqüidificador o leite,os ovos,o arroz,a farinha de trigo e o sal.Reserve.

Recheio
Em uma panela aquecida com o azeite,acrescente os tomates e grelhe rapidamente.Polvilhe o orégano e o sal.
Em um recipiente coloque o cream cheese,o brócolis,o champignon e o queijo-de-minas.Reserve.

Montagem:

Em um refratário,coloque metade da massa,o recheio,os tomates grelhados e o restante da massa.
Leve ao forno médio (180ºC) por aproximadamente 20 a 30

Cintia Maggi
Cybercook

OBS: Minha massa não ficou muito firme, mas ficou boa.

Bolo de Macarrão Light

1 porção = 1 fatia = 90 g
Número de porções = 12

Valor nutricional e calórico
por porção
calorias = 144 kcal
carboidratos = 23.8 g
proteínas = 6.6 g
lipídios = 2.6 g

Ingredientes

– 300 g de macarrão tipo penne, cozido na água e sal com 6 gotas de corante alimentício de cor rosa
– 2 ovos batidos
– 2 xícaras (chá) de leite desnatado morno
– 1 xícara (chá) de pão integral picado
– ½ xícara (chá) de ricota amassada
– 1 colher (sopa) de queijo parmesão ralado para polvilhar
– 1 xícara (chá) de kani kama desfiado
– 1 colher (sopa) de salsinha picada
– sal e pimenta-do-reino a gosto
– 1 colher (sopa) de cebola picada

Modo de Preparo

Cozinhe o macarrão com o corante e reserve. À parte, bata os ovos ligeiramente e junte todos os outros ingredientes inclusive o macarrão cozido. Unte uma forma tipo bolo inglês com margarina light e espalhe essa mistura. Leve para assar por 40 minutos ou até que esteja firme por dentro. Deixe esfriar leve para gelar e desenforme. Sirva cortado em fatias. Decore a gosto.

Cyberdiet

Beijocas

Enfiei o pé na jaca. E agora?

[ Visitas x Comentarios ]

Estou super atrasada nas visitas e respostas, me perdoe, mas nos ultimos dias não tenho tido tempo, mas aos poucos estou colocando em dia.

[ Reportagem ]

Enfiei o pé na jaca. E agora?

Você leva a dieta a sério durante a semana, porém, basta uma festa no sábado ou até mesmo uma cerveja com os amigos para pôr tudo a perder? Não! É possível utilizar, a seu favor, a lei da compensação nos dias seguintes e jogar no lixo o que comeu de extra

POR FABIANA GONÇALVES

Imagine a cena: sete da noite, milhares de pessoas acomodam-se em mesas de bar, em calçadas de várias cidades brasileiras, para comemorar o final de mais um dia de trabalho. Entre as tantas pessoas, está você. E haja chope, caipirinha e salgadinhos tão saborosos quanto calóricos. Na hora, a palavra regime passa longe do seu imaginário, porém, depois…

É exatamente no dia seguinte que muita gente decide entre duas alternativas: a primeira é chutar o balde de vez e abandonar a dieta. A segunda, mais sensata, é a de tentar compensar o exagero da noite anterior. Ou do churrasco de domingo, ou do aniversário de sábado ou de qualquer comilança.

Como conseguir tal efeito? Muitas pessoas encaram, por conta própria, regimes malucos e muito restritivos no dia seguinte. Isso, todavia, segundo os especialistas, não é indicado. “Quando alguém segue uma dieta com redução severa de calorias, cerca de 600, por exemplo, ou quando algum grupo alimentar é retirado (carboidrato ou gordura), a chance do abuso voltar com mais força é muito maior do que em um cardápio balanceado, onde todos os alimentos são permitidos – considerando, claro, que a quantidade de cada tipo deve ser diferente. Dessa maneira, o paciente não fica com vontade de comer nada”, garante. “Para algumas pessoas, reduzir a quantidade já funciona. Porém, se o estouro foi imenso, é fundamental incluir uma atividade física, para ajudar na compensação”, orienta a nutricionista Ana Paola Monegaglia, da Clínica Alfredo Halpern e da Nutribalance Consultoria Nutricional, SP.

O errado é não tomar nenhuma providência. Essa atitude seria quase que pedir a àquele excesso da véspera que se transforme em gordura e aumente o seu peso. “Esse acréscimo não vai acontecer da noite para o dia. Assim, fica nítida a importância da compensação um ou dois dias depois, no máximo. Se a pessoa não fizer nenhuma restrição alimentar, em três dias já é possível ver os extras acumulados no corpo”, afirma Simone de Lima Odassi, da Clínica Daniela Hueb, de Bauru, SP.

Para emagrecer, menos é sempre mais

De acordo com a nutricionista Ana Paola Monegaglia, muitos estudos comprovam que o emagrecimento provém da quantidade de calorias ingeridas, independente do tipo de alimento. “Portanto, o ideal é ter um balanço energético negativo para que você obtenha sucesso na redução de peso. Isso quer dizer ingerir menos energia do que se gasta. Comer menos do que o organismo precisa para manter seu gasto diário habitual”, explica Ana Paola.

Outro ponto importante levantado pela especialista é que o metabolismo ao longo do dia vai ficando mais lento. “Quando acordamos ele está bem ativo, porém, vai caindo de rendimento e quando chega à noite diminui consideravelmente o seu ritmo. Até para que, também, consigamos dormir”, esclarece. “Aquela velha história de comer de manhã como um príncipe, no almoço como um rei e à noite como um mendigo, é verdadeira”, lembra. “Não dá outra: se a pessoa consome mais do que gasta, o excesso é acumulado sob a forma de gordura. Logo, sempre após uma comilança, o ideal é fazer a compensação o quanto antes: ingerindo menos e, se possível, gastando mais energia através da atividade física”, orienta Simone de Lima Odassi.

Para que você saiba o que e quanto consumir no dia seguinte a um exagero, a nutricionista de Bauru elaborou três menus diferentes de um dia:

1 para homens que excederam na comida, com cerca de 1.200 calorias;
2 para mulheres que seguiram o mesmo exemplo – só que mais restritivo, com cerca de 900 calorias diárias;
3 uma opção para ambos os sexos que enfiaram o pé na jaca e abusaram na bebida. Neste caso, o cardápio tem 1.000 calorias. “Se o exagero foi mesmo exorbitante, estes regimes podem ser seguidos por até quatro dias”, aconselha Simone.

Bem, agora que você já sabe que compensar é a melhor saída, escolha o cardápio adequado ao seu tipo de escorregão e corra atrás do prejuízo, literalmente!

Evite o ganho de peso após a comilança seguindo uma dieta mais restrita no dia seguinte ao do exagero

Dieta Ja Março 2007

————————-

Achei bem interessante a reportagem e como leio muitos blogs e vejo pessoas “desesperadas” por causa das jacadas, ai esta a reportagem que vc precisava! :)

Beijocas e sucesso

Vitória

[ Visitas x Comentarios ]

Estou super atrasada nas visitas e respostas, me perdoe, mas nos ultimos dias não tenho tido tempo, mas aos poucos colocarei em dia.

[ Resumo da semana: ]

– Alimentação: Muito boa
– Exercicio fisico : Muito bom! Bicicleta ergométrica : 4 vezes
– Agua : Não o suficiente, no final de semana, principalmente sabado é meio dificil.
– Cha verde: Perfeito! Pelo menos 2 vezes por dia
– Anotações no caderno: Todos os dias

Final de semana:

– Sabado: Tomei café da “manhã” (tarde), almocei (quase na hora da janta – risos) e como é dia de estar com os amigos, eu comi pizza, pedi a mais simples de todas.
– Domingo: Normal, super dentro do meu limite.

Ana Paula, como vc pediu, as fotos de quando eu estava na casa dos 70 e poucos kgs.

75.600 kg /73.200 kg

72 Kg

– “Nenhuma grande vitória é possível sem que tenha sido precedida de pequenas vitórias sobre nós mesmos”.
L. M. Leonov

– “Comemore suas vitórias mesmo quando são pequenas”.
Maria Teresa Maldonado

– “Quando estou formando uma equipe, eu sempre procuro primeiro pessoas que amam vencer. Se não consigo, então procuro aquelas que detestam perder.”
H. Ross Perot

– “É difícil falhar, mas é pior nunca ter tentado vencer.”
Theodore Roosevelt

– “Um campeão é alguém que se levanta apesar de não ser capaz.”
Jack Dempsey

– “Você nasceu para vencer, mas para ser um vencedor você precisa planejar para vencer, se preparar para vencer, e esperar vencer.”
Zig Ziglar

– “Nossa maior glória não está em nunca ter fracassado, mas em levantar cada vez que fracassamos.”
Ralph Waldo Emerson

– “Seja determinado, não tema sacrifício algum e supere todas as dificuldades para ganhar a vitória.”
Mao Tse-Tung

– “Como você pensa quando você perde determina quanto demorará até que você ganhe.”
Gilbert K. Chesterton

– “Parte de ser campeão é agir como um campeão. Você tem que aprender como vencer e não fugir quando perde. Todo mundo tem maus momentos e sucessos verdadeiros. Dos dois modos, você deve ter cuidado para não perder a confiança ou se tornar confiante demais.”
Nancy Kerrigan

– “É inevitável que alguma derrota aconteça, mesmo na vida dos mais vitoriosos. O espírito humano nunca é vencido quando é derrotado – ele é vencido quando se rende.”
Ben Stein

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...